domingo, 2 de maio de 2010

HJ QUERO SEXO...

Hoje eu quero sexo, me nego a abstinência.
Liberar minha vontade.
Quero amar com todo meu corpo,
Hoje eu quero sexo, não me venha com amizade.

Quero sentir teu pulsar, teu corpo dentro do meu.
Qual flor me abrir pra entregar todo meu néctar,
Quero me embriagar no teu cálice de mel,
Quero ter mil orgasmos, ir ao limite do céu.

Hoje, apenas hoje, quero provar as delícias.
Do sexo mais inflamado, do exalar do suor,
Meus lábios molhados na tua boca,
Meu corpo entrelaçado ao teu, fazendo nó.

Quero chegar ao ápice, sentir tua ternura,
Teus dedos por minha pele, deslizando em minhas curvas,
Quero me entregar na penumbra, ou na luz da fogueira.- Que seja!
Mas quero estar totalmente nua.

Hoje eu esqueço meus defeitos, minha vergonha.
Me entregarei em tuas mãos, na cama ou no chão.
Quero sexo com paixão, não me venha dizer não!
Quero sentir o prazer, orgasmos múltiplos, até explodir meu coração.
                                           (autoria de Paulabel)
                                                       Bjs...Mar...

Um comentário:

  1. Bom dia maravilhoso poema, mas não só de Almeida Lucius, vive minha inspiração então, o primeor poema de Maio de Ulisses Reis:

    Mar de Curitiba

    Hoje me nego não sentir
    Nem pensar em tua ausência
    Venha com aquele desejo
    Traga teus interiores
    Aqueles mais lindos
    Mesmo clássicos, interiores
    Voe na imaginação traga
    Toda tua libido interior
    Quero sentir pulso ofegante
    Respiração toda nua em nuances
    Cores vibrantes exteriores
    Não diga nada só os primeiros
    Beijos excitantes
    Que abram as comportas
    Interiores
    Mostre que fala e da valores
    A cada pensar deixe voar
    Aqui e agora vim te buscar
    Não sabe para onde, arrepios
    E sinta medo do estranho
    É perigo iminente, mas tem ar
    Puro, exteriores
    Vou te marcar mais com abraço
    Que nunca sentiu antes
    Vou deixar que teus interiores
    Registrem e assimilem
    E depois explorar cada esquina
    Do teu relevo, sou ave de rapina
    Voe comigo . . .

    Ulisses Reis®
    05/05/2010

    ResponderExcluir

Compartilhe desejos...

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails